Santa Claus is coming to town! Ou como lidar com os presentes de Natal sem stressar demasiado.

presentes-sem-stressAh, o Natal! As luzes, as decorações, os doces, o brilho nos olhos das crianças, a confusão de última hora nas lojas… Hum? Espera, esta não é uma coisa boa.

É por isso mesmo que, cá em casa, há já vários anos que evitamos comprar as prendas de Natal em Dezembro. Tudo o que puder ser adquirido antes desse mês, sê-lo-á. Apenas é aberta uma excepção para os bombons caseiros que uma amiga faz. Exatamente por serem caseiros (e deliciosos, claro está), convém que sejam confeccionados mais perto da data do seu consumo. Tudo resto é comprado em Outubro, ou Novembro, consoante as “abertas” na agenda familiar.

Qual o método? Passo a detalhar:

  1. O controlo é feito num ficheiro Excel, onde fica definido o que cada presenteado irá receber, qual o montante disponível para gastar e quanto realmente é gasto. Podes descarregar este ficheiro aqui.
  2. Depois, agrupo as prendas por categorias (roupa, livros, brinquedos, etc.) e penso em qual será a melhor loja para comprar o máximo possível de prendas. Ou seja, se ficar decidido que as crianças da lista irão receber roupa, escolho a loja com a melhor relação qualidade/preço para as compras nessa categoria. O fato de a loja em questão ter uma promoção a decorrer (desconto de 10%, ou 20%, por exemplo) também pesa na escolha. Finalmente, se a loja não ficar longe da minha residência, então a decisão está tomada.
  3. Recorro a lojas online. Se fizeres uma pequena pesquisa, com certeza encontrarás a loja certa para comprar prendas para várias pessoas, sem o incómodo de procurar, e procurar, pela prenda ideal numa loja apinhada. Pois é, a Internet facilita muitíssimo a nossa vida.
  4. Quando as prendas a comprar caem mais na categoria do “miscelâneo”, prefiro comprar numa grande superfície e, dessa forma, aproveito para gastar o saldo dos cartões de refeição que, porque costumamos almoçar no escritório, acaba por se acumular.

Depois das prendas compradas, vêm os embrulhos. Não tenho paciência para ficar à espera que me embrulhem os presentes. Na verdade, encontrar lojas que, nesta época, ainda façam embrulhos começa a ser cada vez mais raro. Não há problema! Eu gosto de fazer embrulhos, porque apela ao meu lado mais criativo e mais ligado às artes manuais. E ajuda a libertar o stress acumulado depois de tanta compra! Aproveito para reutilizar material de embrulho que sobrou de outras ocasiões e satisfaço o meu “espírito reciclador”. São só vantagens. Faço os possíveis por tratar de embrulhar as prendas mal tenha oportunidade, para não deixar acumular trabalho.

Embrulho, identifico e separo as prendas por sacos de acordo com a forma como serão distribuídas quando a altura chegar (por agregado familiar, por norma) . Por fim, guardo as prendas de quem “não é da casa” na arrecadação, para não ocuparem espaço.

Quando, finalmente, as compras estão feitas, as prendas estão embrulhadas e convenientemente separadas, respiro fundo e começo a preparação para o Advento. Mas isso fica para outro post…

E tu, como lidas com a azáfama desta época? Gostava muito de receber as tuas dicas e/ou as questões que possas ter.

Share

One thought on “Santa Claus is coming to town! Ou como lidar com os presentes de Natal sem stressar demasiado.

  1. Ai as compras de Natal….. afffff….
    hehehe confesso que parece que me estou a ler 🙂 por aqui a situação é semelhante, eu já não gosto de fazer compras e nesta altura com as lojas cheias, um calor insuportável… ui..nem pensar.
    Também organizamos assim as nossas e também as fazemos entre Outubro e Novembro. Os embrulhos também os faço eu em casa e sim, serve para descontrair 🙂
    É uma altura linda e mágica mas aborrece-me ver tanto consumismo, confesso.
    Beijinhos prima

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *