30 dias para perder um hábito e ganhar outro

perder e ganhar hábitos em 30 diasNesta edição da rubrica It’s so Interesting, falei-te do método que aprendi com o Jonathan Foust: 30 dias, uma observação e uma restrição. No fim, teríamos um novo hábito enraizado e um vício erradicado.

Resulta? Sim!

Recomendo? Vivamente!

Como é que se faz?

Assim:

1 – Imprimes o calendário que encontras aqui.

2 – Defines o hábito que queres começar e o vício que queres deixar. É conveniente que tenhas presente o teu “porquê”: deve ficar claro na tua cabeça o motivo pelo qual queres adicionar, ou remover, determinado hábito. Caso contrário, darás por ti a falhar por falta de orientação.

3 –  Afixas num local visível. Usa as outras pessoas a teu favor: ter de justificar o porquê de não estar a colocar cruzes todos os dias dá-te uma pressão extra que te vai motivar a respeitar os teus objetivos.

4 – Fazes a tua observação e afastas a tua restrição. Sempre que cumprires, desenhas uma cruz (também podes optar por fazer cruzes diferenciadas para a observação e para a restrição – testa para perceberes como é que é mais motivador para ti).

5 – Segues durante 30 dias.

5 – Se gostaste e achas que faz sentido voltar a usar o método para outras restrições ou observações (até podem ser as mesmas), repete.

Bons hábitos!

Podes ler mais sobre hábitos e rotinas neste artigo.

Conta-me, já experimentaste este método? Como correu? Se também tens um esquema eficaz para mudar hábitos, partilha-o nos comentários. Obrigada.

Share

2 thoughts on “30 dias para perder um hábito e ganhar outro

  1. Olá querida!
    Eu acredito piamente que conseguimos enraizar novos hábitos e 30 dias é mais que suficiente para o fazer. Já o fiz com algumas coisas e funcionou!
    Excelente post!
    Beijinho grande*

    1. Olá Catarina.
      É o compromisso que faz a diferença, não é? Isso e conhecer o nosso porquê, o motivo para mudar.
      Tenho estar a usar o método para ganhar e perder hábitos e estou a ter, na maior parte dos casos, sucesso. Há apenas um hábito que está a ser mais difícil de erradicar, mas ainda não desisti.
      Obrigada pelo teu comentário e pela visita, querida.
      Beijos grandes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *