O Natal é para as crianças: Brinquedos a mais lá em casa?

Brinquedos a mais

Pode ser um problema sério, não é?

Lá em casa parece-me sempre que há brinquedos a mais: tanta coisa para arrumar e limpar… E eu sei que os meus filhos até nem têm tantos brinquedos como isso. Mas entre uma casa não muito grande, dois filhos e pouco tempo tudo se torna mais relativo.

Tenho por hábito dar volta aos brinquedos periodicamente. Ver o que pode estar partido ou estragado, ou aquilo que já não é mexido há muito tempo. E depois pergunto à minha filha se há brinquedos que podemos mandar para a arrecadação: porque ela pode querer brincar com eles mais tarde, ou porque podem ser apropriados para o irmão quando ele crescer mais um pouco.

Este ano, fomos mais longe. Pedi à pipoca que olhasse para os seus brinquedos e escolhesse alguns que considerava menos importantes e que gostasse de dar a outras crianças que não têm, ou têm muito poucos, brinquedos. Para minha surpresa, ela lidou com o assunto de forma muito matura e escolheu os ditos brinquedos sem problemas. Tem só 5 anos. Fiquei orgulhosa por ela ter conseguido ver que são apenas brinquedos e que não precisa deles para ser feliz. Bem, talvez a perspectiva de ter novos brinquedos daqui a poucas semanas a tenha ajudado a animar-se… Ainda assim, foi um passo importante.

E tu, como manténs a quantidade de “brinquedagem” controlada?

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *