All I want for Christmas is you! O meu Natal.

o-meu-natal

Desde que a minha filha mais velha nasceu, em 2010, que o Natal (entenda-se a noite de Consoada e o próprio dia 25) é passado em minha casa.
Na noite de dia 24, juntam-se a nós os meus sogros e a minha mãe: coze-se o bacalhau, as batatas, as couves, junta-se frutos secos e doces natalícios e ninguém sai da mesa até ser hora de abrir as prendas.
Enquanto a minha pipoca foi mais pequenina, ela continuava a deitar-se à hora do costume e eram os adultos que festejavam o Natal à sua maneira. Agora que ela já é um pouco mais crescida, deixamo-la ficar acordada mais um pouco e antecipamos a abertura de prendas, para que não se faça muito tarde.
A chegada do rebento mais novo não alterou esta tradição.
No dia seguinte, ao almoço, o meu cunhado e as minha sobrinhas juntam-se aos comensais da noite anterior e há nova sessão de abertura de prendas. O delírio da miudagem.
Para mim, o Natal é isto: juntar a família à volta da mesa, tomar uma boa refeição, conversar, brincar, reforçar laços e, depois, ver a alegria das crianças à medida que descobrem o que está dentro de cada embrulho.

E tu, como celebras o Natal? E o que é o Natal para ti? Aguardo as tuas partilhas.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *