It’s so Ecological! #3 – Eco-Christmas

its-so-ecological

Com o Natal a aproximar-se a passos bem largos, chegou o momento de refletir sobre como podemos reduzir a nossa pegada ecológica nesta época que é conhecida por alguns excessos consumistas.

Hoje dedico a rubrica It’s so Ecological a um Natal mais eco, a um Eco-Xmas!

its-so-ecological-eco-xmas

Tenho para ti 12 conselhos para um Natal mais simples e mais limpo.

1 – Planear o que há para comprar.

Saber de antemão o que tens de adquirir é um passo chave na tua decisão de ter um Natal mais amigo do ambiente. Se ainda não viste o meu texto sobre os 6 passos cruciais para Festas sem stress, vai até aqui. Lá há um Excel para planear os presentes e um outro para as refeições. Estes ficheiros vão ajudar-te a comprar apenas o necessário. Se planeares com antecipação será mais fácil evitar o desperdício, já que irás refletir melhor sobre cada aquisição, sobre o seu impacto no ambiente, e, claro está, na tua carteira!

2 – Consumir conscientemente.

Faz os possíveis por fazer um consumo consciente, evitando compras apressadas de última hora, em lojas “à cunha”, que elevam consideravelmente os teus níveis de stress e fazem com que tomes decisões menos ponderadas. Não te esqueças de levar as tuas listas de compras e segue-as à risca! E faz-te acompanhar dos teus próprios sacos de compras, como que a cereja no cimo do bolo do consumo ecologicamente responsável. Vá, e como forma de evitar a tralha lá em casa também (ahah)!

3 – Boicote às embalagens!

Avalia os produtos que vais comprar em termos dos resíduos que vão gerar: quanto menos embalagens, melhor. No caso dos brinquedos, por exemplo, opta pelos que não usam pilhas. Os pais da criança vão, com toda a certeza, agradecer-te: para além da economia monetária, os seus ouvidos também serão poupados, pois este tipo de brinquedos tendem a ser bastante ruidosos…

4 – Oferece bens consumíveis, ou experiências.

Considera a hipótese de oferecer prendas como compotas, chás, biscoitos, bebidas, ou variadíssimas outras hipóteses que sabes serem do agrado do presenteado(a), pois são sempre lembranças com utilidade. E, já agora, não posso deixar de sugerir que faças os teus próprios presentes: doce de abóbora e noz, bolachinhas de canela… As possibilidades são quase infinitas! Se a cozinha não é o teu forte, opta por oferecer experiências: um bilhete para um espetáculo, um livro (para ser lido e repassado), uma ida a um spa… Tenho a certeza de que te vais lembrar de algo inesquecível.

5 – Embrulhos mais ecológicos, por favor!

Se tiveres presentes para embrulhar, usa o papel e os laços que guardaste do ano passado. Ou opta por outras formas igualmente interessantes de embrulhar presentes, como usar papel de jornal (uma sugestão aqui), ou, por que não, tecido (vê este exemplo). Que mais podes usar para este efeito?

6 – Eco deco!

Entrando agora no âmbito das decorações de Natal, escolhe peças que possam ser reutilizadas. Isso significa que vale a pena investir em artigos de boa qualidade, que consideres esteticamente agradáveis e que sabes que vais gostar de ver ano após ano. A árvore de Natal também não deve ser descurada: seleciona um modelo artificial, durável e com o tamanho certo para o espaço que tens disponível em tua casa.

7 – Destralha! 

(Achavas que eu me ia esquecer desta? Ho-Ho-Ho!)

Aproveita estes dias antes das Festas para destralhar algumas áreas da tua casa, como a sala onde irás receber os teus convidados, ou a bancada da cozinha que tanto vais usar quando estiveres a cozinhar belos petiscos. Vais ver o excelente efeito que um espaço mais organizado e arejado terá em ti e nos que te rodeiam. Destralhar faz bem à alma! Esta é uma das minhas máximas! Não deixes de o fazer. Queres saber mais? Lê aqui! E doa o que decidires remover da tua casa: será uma forma excelente de contribuíres para ajudar quem precisa neste Natal.

8 – Não compres, pede emprestado.

Depois de teres tudo organizado, valida aquilo de que vais precisar para as refeições: as loiças, os talheres, os tachos, etc., etc.. Caso haja algum artigo em falta, e porque muito provavelmente se trata de algo que só usarás uma vez por ano, verifica se o podes pedir emprestado, ao invés de o comprar. Quem tem essa peça parada lá em casa terá todo o gosto em vê-la em uso, podes ter a certeza.

9 – Evita o descartável.

Eu sei, temos muita coisa para fazer e precisamos de ser práticos, mas, se estás verdadeiramente preocupada com a tua pegada ecológica, recorrer a loiça descartável faz com ela aumente exponencialmente… Tem isso em consideração, ok? Com loiça tão bonita como a que tens no armário, vais mesmo querer que os teus convidados comam dentro de recipientes de plástico sem graça nenhuma? Também achei que não.

10 – Atenção ao desperdício alimentar!

Esta época é pródiga em iguarias: o bacalhau e as couves, o peru, o borrego, o marisco, o bolo-rei/rainha, as filhoses, as rabanadas, os bombons… Ok, eu vou parar! Sim, também já tenho água na boca… Gostamos de tudo isto e gostamos, principalmente, de ter uma mesa farta. Não deixes, porém, de ter em consideração que algumas vezes somos levados ao exagero e depois sobra mais comida do que aquela que conseguimos comer nos dias seguintes.

11 – E a diversão?

Aproveitar esta época pode ser feito de forma ecológica: passear pelas ruas da tua terra para ver as iluminações de Natal, ir até à varanda observar as estrelas, visitar o presépio mais próximo, aprender músicas natalícias, dar um pulinho à biblioteca municipal para requisitar uma bela história de Natal… Para mais atividades simples que fazem bem à alma e te unem aos que te são mais queridos, clica aqui. E se queres aproveitar o resto do Advento da melhor forma possível, lê este post.

12 – Já é Natal?!

E eis que chega o momento por que tanto esperámos: a consoada e o dia de Natal! A família e os amigos reúnem-se, trocam-se abraços e sorrisos, mostramos, por gestos e palavras, o quanto gostamos uns dos outros. Trocamos carinho sob a forma de uma conversa profunda, de gargalhadas sentidas, de lembranças sinceras… Agradecemos o facto de nos termos uns aos outros. Agradecemos termos vivido mais esta experiência, mais este Natal. Limpamos e arrumamos. E recomeçamos… Decidimos o que queremos fazer diferente no próximo ano. Decidimos o que queremos manter: e o que queremos manter é a esperança de que, ano após ano, cada Natal será melhor do que o anterior, que em cada ano estaremos a fazer tudo o que está ao nosso alcance para ter um mundo melhor, para sermos, acima de tudo, mais felizes.

Votos de um magnífico Eco-Natal!

Diz-me, como controlas a tua pegada ecológica nesta época? Tens conselhos para juntar a estes?

Share

6 thoughts on “It’s so Ecological! #3 – Eco-Christmas

  1. Olá minha querida!!
    Muito obrigada por estes maravilhosos concelhos. Acredita que os vou tomar todos em consideração.
    Esta é uma época do ano muito bonita, principalmente porque envolve muita união e muito de amor. Mas temos de ser nós a dar os passos para que sejam estes os valores mais partilhados, não nos deixando levar pelo consumismo desenfreado , cuidando acima de tudo do nosso ambiente , que por sinal é a nossa casa.
    Beijinho enorme e boa semana minha querida❤

    1. Olá querida Catarina.
      Obrigada pela tua visita e pelas tuas palavras 🙂
      Esta época é de facto muito bonita: estamos todos mais despertos para fazer o bem e para nos darmos com mais sinceridade, pelo menos assim me parece.
      E claro que não podemos esquecer de cuidar de nós, dos nossos e do nosso querido planeta.
      Fico muito contente por também gostares deste tema.
      Beijos grandes e tudo de bom.

    1. Oi Lylia.
      Fico extremamente satisfeita por teres gostado das dicas e agradeço a partilha 🙂
      Desejo-te umas festas muito, muito felizes.
      Beijo.

  2. Penso muito no papel de embrulhar e na questão das pilhas. Artigos descartáveis é raro usar. E no geral, apenas faço compras planeadas (mesmo no que diz respeito a roupas etc). Mas ainda tenho muito a melhorar.

    1. Olá Joana.
      Obrigada pela tua partilha.
      A meu ver, o importante é que estejamos conscientes do impacto que o nosso consumo tem no planeta. E, depois disso, fazer o melhor que sabemos para o preservar.
      Estás no bom caminho. Agora é só continuar 🙂
      Também há várias áreas do meu consumo que preciso de melhorar, mas optei por levar a coisa com calma e dar passinho pequenos, mas firmes.
      Tudo de bom.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *