Destralhar é melhor do que organizar (com oferta de guia)

Destralhar é melhor do que organizar
“A vida é muito simples, mas nós insistimos em torná-la complicada.”

Confucius

Agora que já sabes como impedir que a tralha te entre pela casa adentro, há que lidar com o que já tens em casa.

Após várias leituras sobre este assunto (se quiseres referências de autores que abordam os temas da simplificação, entra em contacto comigo), decidi dar uma hipótese ao destralhamento. Resultado: fiquei fã, tornou-se uma das minhas atividades preferidas e à qual devo parte da minha sanidade mental.

Estava a chegar a um ponto de viragem na minha vida: as minhas tarefas (pessoais, familiares e profissionais) deixavam-me assoberbada. Durante a semana corria entre a casa e o trabalho e o fim de semana era passado a limpar, a organizar e a resmungar por entre os dentes que já não podia ver panos, vassouras, aspiradores e afins à frente. A minha filha pedia-me atenção, queria que eu brincasse com ela e eu dizia que não podia, que tinha muito que fazer e que ela tinha de esperar que eu terminasse todas as minhas tarefas.

Limpava isto e aquilo, lavava, estendia e apanhava roupa, fazia comida… Aqueles dois dias eram verdadeiramente estafantes. Na segunda-feira chegava ao escritório e dizia, com ironia, “agora é que vou descansar”. E o rangue mangue não tinha fim.

Por isso, livrar-me da tralha, percebi, era o caminho, porque a tralha só atrapalha. Rima e é verdade!

Gradualmente, e ao longo de algumas semanas, fui expurgando a minha casa de tudo o que estava em excesso.

Com a casa mais vazia, com a sensação de ter podido contribuir, ainda que de uma forma muito pequena, para ajudar algumas pessoas e com mais alguns trocos no  bolso (o mantra é “dá, doa, vende, recicla”) comecei a sentir-me outra.

Destralhas a tua casa e aprendes a limpar também a tua alma: deixa ir tudo o que não interessa, tudo o que não contribui para que te sintas bem.

Lembra-te: a tralha nunca poderá ser organizada. Podes fazer um grande esforço para organizar os teus pertences, comprando armários, prateleiras, caixas e afins para guardar todas essas coisas, mas isso nunca irá resolver o teu problema. A solução passará sempre por ter menos e não por organizar mais.

Como prometido, hoje tenho para te oferecer um guia para te ajudar a destralhar a tua casa, que podes descarregar aqui. Trata-se de um pequeno livro que te ajudará a tomar esta decisão de uma vez por todas e te indicará qual o melhor método para esta “empreitada”.

Espero que te seja imensamente útil. É mais um recurso que poderás compartilhar com quem quiseres.

Se tiveres algo a partilhar sobre este tema, estás à vontade. Gostava de ficar a conhecer os teus dilemas e desafios nesta área. Ah, e as tuas dicas, claro!

Share

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *