Desafio de produtividade: Um resumo

success-1093889_1920

A questão que se impõe: sou mais produtiva agora do que antes deste desafio?

Diria que sim. E tu?

Antes de continuarmos, deixa-me dizer que tenho uma surpresa para ti! Continua a ler…

Este foi um mês que, tenho de ser sincera, custou a passar.

Ao nível pessoal, tive alguns revezes, nomeadamente uma estomatite aftosa em dose dupla, que me fez visitar a urgência pediátrica mais vezes num só mês do que em todos os anteriores juntos… Mas lá sobrevivemos todos.

Ao nível do blogue, foi o mês mais difícil até agora: gosto dos temas da produtividade, da otimização de tarefas, da luta contra a procrastinação, de experimentar novas ferramentas e ver o que resulta, ou não, só que, não sei se por ter os miúdos mais dependentes de miminhos e, consequentemente, menos tempo disponível para escrever, foram posts mais custosos de sair… Deram-me mais luta.

E o desafio que impus a mim própria, fazer a crítica de um livro, foi de grandes proporções.

Ler, interiorizar e deitar cá para fora a minha perceção num só mês foi trabalhoso. Porém, gratificante.

Com toda a certeza já leste a minha crítica ao 4 Horas por Semana, de Tim Ferriss, e já sabes que o livro foi duplamente uma descoberta e uma lição sobre aquilo que não quero para mim.

Aprendi imenso com este autor sobre produtividade tendo, inclusivamente, implementado algumas das suas ideias, sobretudo no que diz respeito à gestão do Email e à simplificação de tarefas. Contudo, desiludiu-me o modelo de negócios por ele proposto.

Por outro lado, tive mais uma vez a oportunidade de revisitar o trabalho do Leo Babauta, relembrar os seus magníficos conselhos e recordar tudo o que já aprendi com ele. A sua forma de fazer as coisas seduz-me e é esse o caminho que prefiro seguir.

Ah, como não podia deixar de ser, houve mais destralhamento: consegui destralhar o quarto das crianças e fazer com que limpar o pó demore apenas cerca de 15 minutos (entre passar um pano em todas as prateleiras, tirando as bonecadas e voltando a arrumá-las, e varrer o chão). Fiquei impressionada!

Destralhei também um pouco mais a arrecadação: fiz mais algumas vendas e ofereci uma estante a quem realmente precisava dela e a divisão está menos atafulhada.

Bom, assim se termina mais um desafio It’s (not) so simple. Agradeço, desde já, a tua companhia por terras da procrastinação, da gestão de tarefas, das ferramentas de produtividade, e da gestão desse “gigante” que é o correio eletrónico.

Espero sinceramente ter conseguido ajudar-te a aumentar a tua produtividade e a lidar melhor com as tuas tarefas, desta feita numa perspetiva um pouco mais profissional e/ou tecnológica.

Como sempre, foi um gosto ter-te desse lado.

E não queria deixar acabar este mês sem te surpreender com mais um guia It’s (not) so Simple: desta feita, e porque o tema deste desafio foi a produtividade, ofereço-te mais dicas para controlar a tua Inbox. Descarrega aqui. Já sabes que este é um guia que podes partilhar com quem quiseres: uma tia, o teu colega do escritório, a vizinha do 1.º esquerdo… Sempre que achares que a pessoa pode beneficiar destas dicas, partilha-as. O e-book fica livre de direitos de autor.

Entretanto, temos já um novo mês a espreitar: Maio traz um outro tema. Falaremos sobre saúde e bem-estar: alimentação saudável, meditação (oh, tenho uma grande surpresa preparada neste campo…), fitness (as surpresas continuarão…) e falaremos também sobre o impacto destas vertentes na nossa qualidade de vida.

Como sempre, aguardo por ti.

E já sabes: Simplifica e sê feliz!

Antes de ires, conta-me como correu este mês para ti. Quais os maiores desafios que encontraste? Conseguiste libertar a tua agenda para o que é realmente importante? Ou o que tencionas mudar neste campo? Obrigada pela tua partilha!

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *