It’s so Interesting! – Setembro 2016

its-so-interesting

Setembro é aquele mês!

Menos calor, tudo regressa ao bulício habitual: os colegas regressam das férias, a criançada volta à escola, o trânsito complica-se de novo…

Mais do que o princípio do ano, Setembro é uma altura de recomeços, de perspetiva, de reorganização.

Honrando isso, dou início a edição do “It’s so interesting” com uma música que homenageia tão nobre mês: Come September, de Natalie Imbruglia. Clica no link para ouvires no Spotify

Parece-me a banda sonora perfeita para acompanhar as sugestões que tenho para ti hoje.

Vamos lá, então:

1 – Por falar em voltar às rotinas, sugiro a leitura de um post da minha querida Marlene, do blogue Super Organizada, com 7 estratégias à prova de stress para voltar aos hábitos pré-férias.

2 – Agora, um aviso importante: tens raios-X antigos para destralhar? A AMI lançou nova campanha de reciclagem de radiografias. Até 4 de Outubro, ajuda quem está sempre pronto a ajudar!

3 – Depois, uma sugestão de leitura: The War of Art, de Steven Pressfield. O título pode levantar algumas dúvidas sobre o verdadeiro conteúdo do livro, no entanto já sabes que as minhas sugestões de leitura trazem sempre “água no bico”. Deixa-me clarificar: trata-se do manual de batalha para quem quer identificar, derrotar e desbloquear as barreiras que se levantam quando se trata de criatividade. Nas palavras do próprio autor, “O trabalho criativo é… um presente para o mundo e para todos os seres humanos. Não nos prives da tua contribuição. Dá-nos o que tens.”

Um excerto dá uma melhor visão sobre o que verdadeiramente se trata:

“Há um segredo que os verdadeiros escritores sabem e que os aspirantes a escritores não sabem e o segredo é: não é o ato de escrever que é difícil. O que é difícil é sentar-se para escrever. O que nos impede de nos sentarmos é a Resistência.”

A nossa procrastinação para criar, para mostrar a nós e ao mundo aquilo que temos cá dentro, aquilo de que somos capazes, a nossa criatividade, reveste-se na figura da tal Resistência: entidade que tem tanto poder quanto aquele que lhe decidamos dar! A Resistência é aquilo que fica entre o que gostavas de ser e o que realmente és, entre o quadro que gostavas de pintar e o que não pintas, entre o exercício físico que gostavas de fazer e o que efetivamente não fazes, entre o negócio que planeias dentro da tua cabeça e o rangue-mangue que acabas por nunca deixar…

Senti-me dividida sobre se devia, ou não, falar sobre este livro. Li o original, em Inglês, e, depois de alguma pesquisa, descobri que o livro nunca foi publicado em Portugal (se descobrires uma versão em português de Portugal, por favor avisa-me!). Existiu uma versão editada no Brasil, mas, ao que parece, já não é possível encontrá-la em livrarias, só, com alguma sorte, em “sebos” (alfarrabistas). Mas como o considero um livro importante para mim, um livro que fez a diferença quando decidi derrotar a resistência e recomeçar a escrever, optei por partilhá-lo, ainda que, por estar em inglês, não seja, de uma forma geral, acessível. De qualquer forma, se o decidires ler, espero que seja tão poderoso para ti como foi para mim. Viva a criatividade!

4 – De seguida, uma nota informativa que a Via Verde lançou sobre como ser um eco-condutor e que achei relevante partilhar contigo. Espreita aqui

5 – Para finalizar, um pouco de humor. Há uns tempos, descobri um vídeo de uma parelha chamada The Skit Guys. Eles são uns comediantes um pouco fora do comum: usam o humor para passar a palavra de Deus e vale a pena visitar o seu site. O vídeo que te sugiro, chamado “Mom Goggles” (Óculos de Mãe) é um elogio a todas as mães: como é que as mães têm a capacidade de fazer tanto? Vê aqui a versão original. E também podes ver uma versão legendada aqui. Diverte-te!

Espero que tenhas gostado destas sugestões. Já sabes: se tiveres uma ideia que te parece que deve estar nesta rubrica, entra em contacto, ou comenta o post.

O que mais gostaste de descobrir?