Blogging Month: Entrevista a Stephanie Gomes, do Desassossegada

blogging-month-stephanie-gomes

Dou continuidade à rubrica Blogging Month com outra entrevista imperdível.

Hoje vamos conhecer mais de perto o trabalho da Stephanie Gomes, autora do Desassossegada. É verdade, temos mais uma convidada do nosso país irmão.

Os textos da Stephanie são sempre tremendamente inspiradores. Ela tem uma capacidade incrível para nos convidar à introspeção e para nos ajudar a perceber o que de bom existe já dentro de nós.

Vem desassossegar-te!

blogging-month-desassossegada


It’s (not) so simple: Agradeço muito teres aceite o meu convite, Stephanie. Sei que quem lê o It’s (not) so simple vai encontrar um enorme valor no teu trabalho. Queria começar por te perguntar quando é que começaste a “blogar” e como se chamava o teu primeiro blogue? O que é que te inspirou a começar e de que falavas?

S: Comecei a blogar na época em que os blogs eram diários, não lembro quando foi nem o nome… mas o primeiro blog mais “profissional” que eu tive foi um blog de moda e beleza chamado A-do-ro. Escrevi nele por mais de 1 ano.

I: Quando é que soubeste que o teu blogue atual era o teu espaço certo?

S: Ele tem sido certo pra mim há 3 anos e enquanto for assim, continuarei escrevendo 🙂

I: Recordando os primeiros tempos do teu blogue atual, quais eram os teus principais sentimentos? Havia medos, desafios, inseguranças, ou apenas emoções positivas? Podes descrever aquilo de que te recordas?

S: Eu andava bem triste na época em que criei o blog, ele foi uma das coisas que me ajudou a “levantar”. Eu me sentia insegura em compartilhar meus textos, mas queria tentar, então segui em frente.

I: De todos os temas que já abordaste, qual o teu preferido e porquê? E há algum texto que consideres como o teu melhor?

S: Eu gosto muito de escrever sobre todo tipo de reflexão, mas acho que autoconhecimento é meu tema favorito. Dos meus textos, um que eu gosto muito é o Comuns e extraordinários. Talvez não seja o mais bem escrito de todos, mas acho que é uma reflexão incrível e libertadora.

IHouve algum post particularmente difícil de escrever? Se sim, por que motivo?

S: Os mais difíceis pra mim são os textos que envolvem alguma polêmica. Esse texto  em especial, fiquei bastante receosa em publicar, li e reli muitas vezes, mas acabou tendo uma repercussão super positiva.

I: Que artigo teve as reações mais inesperadas da parte dos teus leitores?

SO meu primeiro vídeo abrindo meu coração sobre o meu dilema entre a vontade de gravar vídeos e o medo e a timidez que me impediam de fazer isso. Recebi muitas mensagens lindas, dizendo que o vídeo era muito inspirador. Fiquei super feliz!

I: Que perguntas te colocam com maior frequência?

S: “Você é psicóloga?” e “Você pretende escrever um livro?”

I: Como conjugas o blogue com o resto da tua vida e das tuas rotinas?

S: Tenho um planejamento pra me guiar e dividir o trabalho de escrever, gravar vídeo, editar vídeo, fazer posts nas redes sociais, responder emails… faço as coisas do blog à noite durante a semana e também nos finais de semana. Não tenho muito tempo, então às vezes infelizmente não consigo seguir o planejamento, mas procuro me manter nele.

I: Os motivos que te fazem continuar na blogosfera são os mesmos que te levaram a começar? Quais os teus objetivos atuais no que diz respeito ao teu blogue? Até onde gostavas de chegar?

S: Sim, mas muitos novos motivos surgiram. Comecei o blog para me ajudar a ser uma pessoa melhor e mais feliz e esse continua sendo um dos meus motivos para continuar.

Mas meu sonho hoje é que o blog cresça muito, atinja muitas pessoas e aumente essa comunidade de pessoas que estão dispostas a refletir, compartilhar experiências, renovar suas atitudes, ajudar a espalhar amor e paz pelo mundo e cuidarem bem de si mesmas.

Eu espero continuar tendo inspiração para ajudar a mim mesma e a outras pessoas nesse processo. Não vou mentir, eu sonho sim em transformar o blog em um trabalho profissional para que eu possa me dedicar exclusivamente à area do desenvolvimento pessoal, junto com outras atividades como realizar atendimentos terapêuticos e dar aulas de yoga, coisas que estou estudando também. 

I: Alguma vez consideraste a hipótese de fazer do teu blogue a tua única ocupação? Fala-nos mais sobre isso.

S: Sim! É um dos meus grandes sonhos poder trabalhar com algo que amo tanto fazer e que é tão gratificante pra mim. Gostaria que todas as pessoas tivessem oportunidade de trabalhar com aquilo que realmente amam fazer, por isso estou trabalhando para construir a minha oportunidade.

Espero um dia me tornar um exemplo de que isso é possível e poder ajudar outras pessoas a também construírem um trabalho que amam.

I: Como lidas com a exposição que estar na blogosfera implica? Ou seja, que há pessoas que não te conhecem pessoalmente a saberem de certos aspetos da tua vida que talvez não divulgasses com tanta facilidade cara-a-cara.

S: Acho que eu nunca tive grandes problemas com isso… Muitas vezes me sinto mais à vontade para compartilhar assuntos da minha vida na internet, onde sei que vou falar com pessoas que se interessam por isso do que na vida real onde a maioria das pessoas que conheço não se interessa hahaha!

I: Tenho a certeza de que, se voltasses atrás, havia coisas que farias de forma diferente. Com isso em mente, que conselhos darias a alguém que está agora a começar o seu blogue, ou que está seriamente a pensar começar um?

S: Na verdade não consigo pensar em algo específico que eu faria diferente… talvez eu teria me dedicado um pouco a aprender a lidar com críticas, no começo eu ficava super chateada, mas acho que é algo que aprendemos vivendo também, então acho que não tem algo que eu fiz no passado e mudaria…

I: Querida Stephanie, foi um gosto muito grande ter-te aqui no It’s (not) so simple a inspirar-nos com a tua simplicidade e a tua simpatia. Se quisermos seguir o teu trabalho mais de perto, como podemos fazê-lo?

S: Podem encontrar o Desassossegada nestas redes sociais:

Facebook

Twitter

Youtube

Google+

Instagram

Snapchat: stegcm


Foi uma entrevista super interessante, não foi? O que achaste do trabalho da Stephanie? O que é que mais gostaste de descobrir?

Share

4 thoughts on “Blogging Month: Entrevista a Stephanie Gomes, do Desassossegada

  1. Olá Mafalda minha querida!

    Ler o teu blogue é sempre muito enriquecedor, gosto de ler blogues assim, que me inspirem , que façam sentir acompanhada no caminho que eu resolvi percorrer!
    Gostei muito de ler esta entrevista e conhecer um bocadinho mais da Stephanie. Gosto bastante de a ler, o blogue dela é sem dúvida muito inspirador também!
    Beijinho enorme para ti***

    1. Minha doce, doce Catarina,
      que bom ter-te desse lado e sentir-me também eu acompanhada neste caminho 🙂
      A Stephanie é uma menina e tanto, não é? Também fico sempre muito contente quando vejo que ela publicou algo novo para nos inspirar.
      Beijos grandes e uma boa semana.

  2. Mafalda, adorei participar! Ficou muito legal a entrevista, obrigada pelo convite e pelo carinho pelo meu trabalho! Vou divulgar amanhã nas redes sociais do blog 🙂

    Beijos,

    Stephanie

    1. Olá Stephanie.
      O prazer foi todo meu. Fico muito feliz por teres gostado do resultado 🙂
      Grata pela divulgação. E espero que os teus fãs também gostem.
      Beijos grandes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *