Blogging month: ferramentas essenciais para bloggers (recomendadas por quem sabe!)

BMonth_Ferramentas essenciais

Espero que estejas a apreciar tanto quanto eu este mês dedicado ao blogging: conhecer outras bloggers interessantíssimas (a Paula, a Sofia, a Stephanie, a Marlene e a Jennifer), aprender como começar um blogue e que plugins considero fulcrais para gerires a tua plataforma, fazendo-a crescer de modo sustentado.

Hoje é a vez de falar sobre ferramentas que vão facilitar a tua tarefa de criar conteúdos incríveis para deslumbrar os teus leitores.

Dar-te-ei as minhas recomendações, bem como as das autoras que tenho entrevistado ao longo desta iniciativa.

Imagem e design

 

O design é o silencioso embaixador da tua marca. – Paul Rand

Criar para um blogue implica, na maior parte dos casos, escrever conteúdo de qualidade e que ajude quem está do outro lado do ecrã.

Posso dizer que isso é o que mais gosto de fazer: usar as palavras para transmitir a mensagem da simplicidade tem sido transformador para mim ao longo de todos estes meses de It’s (not) so simple.

No entanto, todos os que utilizam a Internet depressa se apercebem do poder das imagens, bem como das imagens conjugadas com texto (como as que partilhei contigo aqui e aqui).

E porque a imagem é uma das formas mais rápidas de comunicar uma mensagem, sobretudo quando se trata de uma BOA imagem, deixa-me partilhar contigo algumas formas de poderes potenciar este aspeto da comunicação do teu site.

Bancos de imagens

Seguem-se algumas sugestões de websites onde poderás descarregar imagens gratuitas que são disponibilizadas sem obrigatoriedade de atribuição.

Verifica sempre se as imagens que usas estão livres de direitos autorais (Creative Commons CC0), se são grátis para uso comercial e se requerem, ou não, que referencies o seu autor.

Isto é sério: usar imagens sem permissão pode levar a multas relacionados com direitos de autor com as quais tu NÃO queres ter de te preocupar!

Assim sendo, aqui ficam alguns exemplos:

1 – Pixabay

É o meu preferido, pela variedade de imagens que disponibiliza, pela simplicidade de uso e pelo facto de também poderes pesquisar em Português.

Tens de criar uma conta para poder descarregar as imagens e, se assim o entenderes, podes disponibilizar as tuas melhores imagens no banco deles para outras pessoas usarem, tendo, claro está, de as libertar para uso gratuito.

2 – Unsplash

Uso-o menos, embora tenha imagens muito interessantes, um pouco menos mainstream, digamos.

Como eles próprios dizem, podes fazer o que quiseres com as imagens. Ieiiii! Já agora, este site vem também recomendado pela Sofia.

3 – Visual Hunt

Outra recomendação da Sofia. Disponibilizam fotos gratuitas de alta qualidade, a maior parte delas Creative Commons CC0, sendo também possível encontrar por lá algumas fotos de domínio público, por isso tem atenção quando escolheres uma foto para publicar, para não infringires nenhuma lei.

4 – Pexels

Recomendado pela Jennifer. Fornecem fotos apenas de licença Creative Commons CC0.

Edição de imagem

1 – Canva

Tenho de confessar que este é um dos meus novos melhores amigos: sou fã da sua simplicidade, da sua versatilidade e acho que já não saberia viver sem este editor de imagem.

Para além de centenas de modelos de apresentações, capas para e-books, posters, ou qualquer outra coisa que desejes publicar na web, disponibilizam imagens (tanto gratuitas e de uso livre, como pagas), grelhas, molduras variadas, formas, linhas, ilustrações e tabelas.

Acho que tem feito a diferença na forma como tenho apresentado o meu trabalho nos tempos mais recentes e tem também ajudado a expandir a minha criatividade neste campo.

Não sou só eu que gosto desta ferramenta: a Paula também o usa muitíssimo para o Chega de Bagunça e ela tem gráficos giríssimos, tens de concordar. Já agora, a Jennifer também usa o Canva e não quer outra coisa.

2 – Pixlr

Esta sugestão chega-nos pela mão da Sofia. Não conhecia este editor e, após explorar um pouco o site deles, diria que merece ser experimentado.

Trata-se de um editor fotográfico online que permite que se modifique fotos quase como um profissional, sendo muito aproximado, pelo que li, ao Adobe Photoshop, com as devidas limitações inerentes a uma aplicação gratuita, claro está.

Nada como testar, não é? Mãos à obra!

3 – Photoshop

The real deal! O programa dos programas de edição de imagem, a referência, aquilo que todos tentam imitar, mas poucos conseguem, pelo que me dizem, porque, se não é grátis, não testei…

Ainda assim, a Marlene disse-me que se trata do seu melhor amigo ao nível das imagens e verás que o trabalho dela se baseia bastante nelas, pelo que tem de apostar em produtos de qualidade.

Já a Stephanie usa-o para criar as capas dos seus vídeos. E porque estamos a falar daquilo que a Stephanie faz, deixa-me dizer-te que ela usa o Adobe Premiere Pro para editar os seus magníficos vídeos.

Se achas que um bom design é caro, devias ver os custos de um mau design. – Ralf Speth

 

Yep, investir em design bem feito (tanto por ti, como por um profissional, com as devidas diferenças, obviamente), dará os seus frutos no futuro.

Organização e gestão de conteúdos:

Antes de (re)começar a blogar, e talvez este fosse um dos motivos que me dava receio de avançar, achava que um dia ficaria sem assunto…

Depois de ultrapassados os outros medos que me impediam de inaugurar este espaço, depressa descobri que, assim que decidimos criar, há algo que se liberta na nossa mente e tudo na nossa vida depressa se transforma em tema para os mais variadíssimos artigos.

Breve, breve, descobrir que a falta se estava a tornar em excesso de assunto!

Há tanto sobre o que falar, e as ideias surgem em tal catadupa, que se torna difícil acompanhar e recordar tudo aquilo que nos ocorre, sobretudo em momentos em que não temos onde apontar as ideias que tão espontaneamente nos surgem, como quando estamos quase a adormecer, ou enquanto tomamos banho, por exemplo.

A solução: anotar!

Sugestões de quem sabe:

A nossa Paula é fã do seu calendário editorial para WordPress e é aí que organiza as suas postagens.

A Sofia usa o Evernote para registar e arquivar ideias.

Por seu lado, a Stephanie tem um caderno onde anota as suas tarefas diárias para o blogue e, dessa forma, organiza-se melhor, evitando que tanto o blogue como as redes sociais parem. Paralelamente, é no Google Docs que guarda a sua master list de ideias para artigos futuros. Quando está longe do computador, usa e abusa do Google Keep.

Já a Marlene, utiliza a clássica agenda, que serve de bloco de anotações que a segue para todo o lado na carteira, para quando surgem aquelas tais ideias tremendamente espontâneas que todas temos!

Eu, pelo meu lado, tenho sempre um caderno na minha mala para anotar ideias e planear conteúdos. Para registar possíveis tópicos on the go, recorro ao Journey (já tinha falado desta app aqui) e uso o Asana para centralizar os meus afazeres e as ideias de escrita que me vão surgindo.

Porém, se um dia te faltar a inspiração, espreita o Pinterest, como sugerem a Paula e a Sofia. A Marlene também usa esta rede, bem como o Facebook, para se encher de ideias, não descurando, claro está, os seus blogues e os seus livros de organização favoritos, sendo Marie Kondo a autora com a qual mais se identifica.

E tu, quais as ferramentas que te ajudam a gerir o teu blogue e sem as quais já não conseguias passar? Partilhar é ajudar! Obrigada.

Share

2 thoughts on “Blogging month: ferramentas essenciais para bloggers (recomendadas por quem sabe!)

  1. Bom dia minha querida!!!
    Ao ler o teu post constatei mais uma vez o quanto eu sou básica no mundo do blog. Não percebo nada destas coisas.
    Muito obrigada por partilhares estas coisas e me ensinares sempre alguma coisa.
    Beijinho grande grande e bom fim de semana.

    1. Olá querida Catarina.
      Nada, nada básica. Nem pensar!
      Tens um cantinho lindo e tremendamente inspirador, onde todos se sentem bem e compreendidos e isso não é nada fácil de conseguir!
      Se aprendeste pelo menos uma coisa nova, fico super contente, mas, confia em mim, estás a fazer bem as coisas 🙂
      Beijos grandes e tudo de bom.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *